01 Julho 2009

Pequim - O resumo

Ni men hao!

Está a chegar ao fim a minha estadia/viagem/aventura/experiência na China, e com ele chega também a altura de olhar para trás e fazer um resumo.

Assim sendo, nestes últimos 5 meses:

- Aterrei num país estranho e longínquo;
- Chorei;
- Tive de me adaptar a viver longe das pessoas que mais amo;
- Conheci novas pessoas, algumas das quais me marcaram e a quem agora posso chamar de amigos;
- Aprendi que a verdadeira comida Chinesa não é nada parecida com a que se come em Portugal... É muito melhor!;
- Sorri;
- Participei num trabalho de consultoria para o AICEP intitulado "O Impacto das Marcas Internacionais no Mercado Asiático";
- Sofri de saudades, de calor (42º), de frio (-12º)...;
- Aprendi a fazer Guanxi (Networking levado ao extremo, chinese-style);
- Aprendi a falar Mandarim, ainda que tenha sido o mínimo para sobreviver!;
- Subi à Muralha da China (até à data 2 vezes) e posso garantir que é uma sensação única;
- Planeei, controlei custos, convidei oradores e participei em eventos para mais de 200 pessoas;
- Aprendi a fazer Snowboard (nada como estar todo pisado e dorido mas com um grande sorriso na cara!);
- Estabeleci novos processos de Branding para a European Union Chamber of Commerce in China;
- Tive a visita da minha namorada, que me proporcionou as melhores 2 semanas na China!
- Fui convidado a escrever uma crítica musical para a revista de lifestyle That's Beijing;
- Habituei-me a regatear praticamente tudo, tal como um bom Chinês;
- Passei a considerar um jantar de 3,5 euros o mais comum e um jantar num restaurante muito bom (e bastante caro) coisa para rondar os 14 euros por pessoa!;
- Matei saudades culinárias com uma francesinha em Pequim (Obrigado Sendas!!)
- ...

Acima de tudo, tentei aproveitar o meu tempo aqui para crescer pessoal e profissionalmente e, agora que olho para trás, acho que atingi o meu objectivo!

Agora, com a data do meu regresso a aproximar-se a passos largos, veio o primeiro momento de nó na garganta. Esta semana, após um evento de dia inteiro extremamente bem sucedido, o meu Director de Marketing convidou-me para uma cervejas e a nós juntaram-se o Secretary General e o Sponsorship Manager. Entre conversas de trabalho e lazer, chegou o convite para ficar na China sob a forma de grande elogio. Ouvi um pouco de tudo vindo da boca dos 3, desde "vamos sentir a tua falta", "de certeza que não queres ficar?", "precisamos de uma pessoa como tu aqui", entre outras coisas.

Como já devem saber, nunca foi do meu interesse ficar na China. Não só por não me identificar com o País e com este povo (que tanto tem de respeitador como de alucinado), mas principalmente pela distância que me afasta da minha mais que tudo e dos meus pais.

Mas é sempre bom receber elogios como estes. Pois, apesar de não ter interesse nem considerar a hipótese de cá ficar, sinto-me lisonjeado por ver que, nestes últimos meses, andei a fazer alguma coisa bem e ter o reconhecimento de uma equipa de profissionais que desenvolvem um trabalho incrível a cada dia que passa deixa uma sensação muito boa cá dentro!

Agora só penso em voltar para Portugal (será que alguma vez deixei de o fazer?) e esperar ter a oportunidade de mostrar o meu valor. Se algum de vocês tiver conhecimento de empresas que estejam a recrutar ou contactos de pessoas que pensem ser interessantes para mim, let me know!

Enquanto isso, quero compensar o tempo perdido com a minha namorada (namorar, passear, ir à praia, trocar carinhos e olhares cúmplices, enfim, sentir-me completo ao lado dela!) e estar com os meus pais que também precisam e merecem ser mimados pelo que os fiz passar, e porque também tenho muitas saudades deles.

Acima de tudo, agora que olho para trás não posso deixar de pensar que sou um sortudo porque tenho pessoas que me amam e apoiam incondicionalmente e também pela oportunidade única que me foi dada.

A todos vocês que me têm apoiado com os vossos mails, sms ou telefonemas de apoio, muito obrigado por terem tornado a distância mais curta e um bocadinho mais fácil de suportar.

Entretanto podem ver algumas fotos mais recentes tiradas por estes lados.

Até daqui a pouco.

Filipe

19 Junho 2009

Os Chineses e o sexo

Quem conhece a cultura Chinesa apercebe-se imediatamente de uma coisa. Grande parte da vida deste povo gira à volta do apetite sexual e dos alimentos que fazem bem ou mal à líbido masculina.

Esta gente toma comprimidos para as dores de costas e para as insónias que têm a particularidade de também servirem para a disfunção erectil :D Grande parte da comida é picante, principalmente por "desinfectar", mas também porque o picante (como é sabido) aumenta o apetite sexual. Existem até alimentos que são quase proibídos aos homens ingerir porque têm, supostamente, efeitos negativos naquela zona abaixo do umbigo.

Enfim...

Isto pode até não fazer grande sentido, mas se vivesse rodeado de Chinesas acho que também tinha de comer muito picante!!

17 Junho 2009

Comprem Português

Após testemunhar na primeira pessoa todo o nacionalismo/xenofobia comercial presente na mente de grande parte dos chineses tomei uma decisão, ia passar a comprar mais produtos de origem Portuguesa e apoiar a produção nacional.

Após ler isto ainda fiquei mais esclarecido e decidido. Daí a razão deste post.

Passo a citar o site do Movimento 560:

"É fundamental apoiar a produção nacional!

Os portugueses vivem hoje num clima de crise, desde o desemprego, à nossa fraca economia é certo que quem mais sofre somos nós, mas o que certamente muitas vezes não nos passa pela cabeça é que podemos ter uma certa culpa nesta grave situação. Frequentemente, quando vamos às compras, tentamos ir à procura do produto mais barato, mas o que agora é barato, pode vir a curto prazo, a tornar-se muito caro para todos nós. Desde a mais pequena especiaria ao peixe que comemos, o nosso mercado está inundado por produtos fabricados no estrangeiro. Tendo normalmente esses países uma economia mais forte que a nossa, conseguem vender os seus produtos a um preço mais baixo e, desta forma, somos levados, a comprá-los. Mas, quando o fazemos, estamos a contribuir para um maior crescimento das exportações desses fabricantes estrangeiros e, sem dúvida, por vezes, a tirar postos de trabalho no nosso país. Quando não compramos produtos nacionais e compramos artigos estrangeiros, os nossos fabricantes são obrigados a subir o preço dos seus produtos para compensar as quebras de produção. Ora se os produtos concorrentes já eram mais baratos na origem, isto faz com que os nossos fiquem ainda mais caros. E sendo mais caros, ninguém os compra. Toda esta situação leva posteriormente ao encerramento de muitas empresas e consequentemente ao crescimento do desemprego."



Como se costuma dizer na minha terra, amor com amor se paga...

08 Junho 2009

Como se já não bastasse..

Num país em que o acesso à informação é extremamente limitado, controlado, com notícias fabricadas e embelezadas pelo governo por forma a levar a cabo o processo contínuo de estupidificação / lavagem cerebral ao povo Chinês, chega mais uma notícia, como dizê-lo, interessante...

Como já referi anteriormente, por estes lados o acesso à internet é muito controlado, estando uma série de sites bloqueados há já algum tempo, tal como tudo o que diz respeito a informação do massacre de tiananmen há 20 anos e esse tão importante veículo liberdade de expressão individual que é o YouTube. Desde que cá cheguei, em Fevereiro deste ano já pude testemunhar o bloqueio de mais uma série de sites, entre eles o blogger, não vão andar para lá a escrever ou ler umas verdades que possam abrir os olhos a alguém.

A mais recente notícia (http://chinese.wsj.com/gb/20090608/chw085100.asp?source=whatnews) relata que o Governo Chinês vai passar a exigir que, a partir de 1 de Julho, todos os computadores vendidos em território chinês venham com um software de controlo de sites consultados, software esse que estará constantemente a ser actualizado com novos sites e conteúdos que não poderão ser vistos por quem possuir um desses computadores. Esse software também terá a função de enviar constantemente informação relativa a sites consultados e tentativas de visualização de informação sensível.

E no meio disto tudo, o povo Chinês cala e engole como um bom menino come a sopinha toda sem dizer ui.

Haja povo passivo...

05 Junho 2009

They're watching us

Curioso que, num país controlado por uma ditadura, o nome da televisão estatal seja CCTV...