27 dezembro 2006

Scissor Sisters

Adivinhem lá quem é que vai ver os Scissor Sisters a Lisboa!
A minha namorada conhece-me tão bem..!

22 dezembro 2006

Este ano...

quando me oferecerem meias, vai ser assim que vou reagir.

Acham que será um pouco exagerado?

15 dezembro 2006

Na Holanda...

o sumo de laranja natural de pacote tem tantos grumos que fiquei com receio de morrer engasgado com um quarto de laranja atravessado na garganta.

13 dezembro 2006

JP Simões

Já há alguns anos que venho acompanhando com algum interesse o percurso deste senhor. Vocalista dos Belle Chase Hotel, mentor do Quinteto Tati, escritor da Ópera do Falhado e dono de um requinte e sentido de humor muito bem doseados, consegue cativar até mesmo a pessoa mais céptica.
O motivo deste post prende-se com o constantemente adiado lançamento do seu álbum a solo, entitulado "1970", título representativo do ano do seu nascimento e da sua geração, a de 1970, tão bem retratada na música com o mesmo nome.
Um destes dias, após ter escutado uma das suas músicas na rádio, decidi fazer uma pesquisa no lado negro da net pelo seu álbum e, surpresa das surpresas, consegui encontrá-lo. Decidi fazer o download do álbum, sempre tendo em mente comprar o álbum na altura do seu lançamento. Se há coisa que insisto fazer é comprar os álbuns de música portuguesa que gosto, especialmente os que incluam este senhor!
Que posso eu dizer acerca deste álbum? Muito bom! Soberbo! Capaz de deixar qualquer um maravilhado pela melodia bossa nova e pela voz fantástica. Uma compra essencial para todos os que gostam de boa música.. quando este "1970" for lançado, algures em 2007.

Para devorar e degustar do ínicio ao fim, over and over again!
Mais acerca deste senhor aqui.

28 novembro 2006

Nacho Libre

Ora aqui está um exemplo de um bom filme, com uma realização com qualidade, banda sonora e elenco com classe e com um humor que não se encontra facilmente nos dias que correm. Talvez por isso é que foi directo para o mercado DVD aqui no nosso país.
Sigam o meu conselho e vão ao videoclube do vosso bairro e aluguem (ou comprem porque vale mesmo a pena!) este grande filme para dar umas boas gargalhadas com as aventuras de Nacho Libre e Esqueleto (na imagem).
Um clássico instantâneo.
Nachoooooooo!!!!



Frase do filme:
"Xancho, when you are a man, sometimes you wear stretchy pants in your room... is for fun!"

14 novembro 2006

Eu e a morte...

Esta noite sonhei com a morte.
Por alguma estranha razão, sonhei que uma pessoa do sexo feminino que não conhecia pessoalmente tinha falecido e que, um dos desejos dela era que, quando morresse, em vez de ser enterrada ou cremada, lhe fosse feito o mesmo tipo de procedimento que se faz ao atum em conserva.
Foi realmente muito estranho ver um corpo humano sem pele e banhado em óleo/azeite.
Mas, verdade seja dita, estava bem saboroso!
Terei endoidecido de vez? (Não precisam de responder..!)

10 novembro 2006

Children of Men




Gosto de filmes assim, que colocam questões, nos apresentam um retrato de uma sociedade futura credível e crú.
Gosto de filmes com uma componente humana enorme e com uma estética suja e dura. Neste filme não temos mortes coreografadas. Temos sim, mortes que não deixam que o espectador fique indiferente. A forma de filmar é brilhante, com takes muito longos e, literalmente, de câmara ao ombro com o steady-shot no Off, para que estejamos constantemente dentro da acção e sintamos que estamos realmente a passar por aquilo que estamos a ver.
Em suma, um filme brilhante sobre todos os aspectos. Desde o leque de actores entre os quais se destaca, cada vez mais, o incrível Clive Owen (que grande 007 que este senhor daria!) à realização brilhante de Alfonso Cuaron (realizador de "E a tua mãe também", outro filme marcante), passando pela brilhante ideia dos teaser-posters (que vos apresento no topo deste post) que consistem numa espécie de grafittis que em tudo se adequam ao filme.
Um dos melhores filmes nas salas de cinema actualmente. Verdadeiramente imperdível.

26 outubro 2006

Onda Choc

Uma das bandas de referência da minha infância está de volta e com um video que é um mimo! É o low budget e a falta de talento no seu expoente máximo! Magnífico!

13 outubro 2006

Grindhouse

O mestre Quentin Tarantino e o fiel seguidor e grande amigo Robert Rodriguez meteram mãos à obra e decidiram criar um double-feature sobre zombies e derivados com muito sangue à mistura (como já é costume!!) e o resultado é Grindhouse, composto pelos filmes death Proof e Planet Terror. Como não podia deixar de ser, promete ser um filme de culto desde o primeiro momento. Agora é rezar para que o tempo passe rápido e a estreia chegue depressa.
300

Um dos filmes mais prometedores dos últimos anos tem trailer oficial e, visualmente, é arrebatador. Esperemos que a beleza das imagens seja correspondida com um argumento e uma realização à medida. Aguardo ansiosamente.
The Strokes - You Only Live Once

Já não é novidade nenhuma a minha adoração pelos The Strokes, mas o video do segundo single extraído de "First Impressions of Earth" resulta particularmente bem tendo em conta os dias em que vivemos, com a escalada constante dos preços do petróleo. Resta-me dizer que os The Strokes são Nova-Iorquinos para dar o mote para uma apreciação crítica do video. Desde o primeiro momento, quando ainda eram um possível hype infundado que este vosso caro aprecia o trabalho destes senhores.
Ok Go

Grande coreografia + boa música + conceito brilhante = excelente resultado! Sit back and enjoy!

10 outubro 2006

Elas e o tamanho

Pois é! Ela sempre acabou por ficar com o Big.
E depois dizem que o tamanho não é importante..!

25 setembro 2006

Razzmatazz

Mega-club na zona de Poblenou, em Barcelona, situa-se no que aparenta ter sido em tempos uma fábrica com cerca de 5 andares. O espaço encontra-se dividido em 5 áreas: Sala Razzmatazz, The Loft, , Pop Bar, Rex Room e por fim a sala Lo.Li.Ta. A selecção musical é o melhor que se pode imaginar, uma vez que há espaço para todos os gostos. O espaço divide-se da seguinte forma:
- Sala Razzmatazz: que começa a noite com clássicos dos The Smiths e quando a noite já vai longa, ouvem-se grandes malhas como Arctic Monkeys, Marylin Manson, Blur, Joy Division, Bloc Party, The Strokes...;
- Pop Bar: Bom som Rock e Pop;
- Rex Room: Um bom House mais puxadinho que o normal mas com muito boa onda;
- Lo.Li.Ta: Sala dedicada aos hits de dança do momento.
- The Loft: Uma verdadeira Rave todas as noites, com altos decibéis e muita luz à mistura.

Com discotecas assim dá gosto sair e dançar até não aguentar mais!! Uma verdadeira paragem obrigatória na cidade de Barcelona. Podem ficar a conhecer melhor aqui!
She Wants Revenge

Banda sonora da minha última ida a Barcelona, os She Wants Revenge estão em alta no meu iPod. Só para quem gosta de Joy Division e todos os seus derivados. Muito, muito bom!!

Arctic Monkeys - When The Sun Goes Down

Os Arctic Monkeys são o caso típico de que, quando se fala tanto é porque realmente eles têm algo que valha a pena. Vai daí, sucumbi à curiosidade e ouvi este álbum. De ínicio não achei nada de especial e pensei que talvez fosse um hype infundado, mas depois de ouvir mais umas vezes fiquei completamente agarrado ao som que estes rapazes fazem. Os Arctic Monkeys são daquelas bandas que, tal como Pessoa falou da Coca-Cola "Primeiro estranha-se, depois entranha-se!". Parece que afinal sempre tinham alguma coisa!!! Para mim, uma das bandas do momento!

17 agosto 2006

Nasceu uma estrela


Acabo de ler num site da especialidade que este rapper luso-congoano, residente em Kinshasa, se prepara para lançar um álbum que tem feito furor entre a imprensa da especialidade. Segundo palavras do próprio LiPimp, o seu som situa-se "algures entre os Pauliteiros de Miranda e o Techno-Trance-Hip Hop das terras baixas do Kurdistão Iraquiano". Promete!
Mais novidades sobre esta next big-thing da cena musical em breve.

27 julho 2006

The Strokes

Digam o que disserem, para mim os The Strokes são uma das melhores bandas da actualidade. O concerto de sábado passado, em Lisboa, só veio confirmar o que sempre foi uma convicção minha.
Em duas palavras: Quero mais!!!

Postais de Lisboa

06 julho 2006

Filmes que toda a gente devia ver (pelo menos uma vez!)

Ora aqui está um filme que me deixou fascinado! Incrível como, através de uma série de situações estranhas, nos conseguimos identificar tanto com o personagem principal (interpretado por Bill Murray, na minha opinião um dos grandes actores da actualidade).
O filme conta a história de um Don Juan na casa dos 50 que, certo dia recebe uma carta de uma ex-namorada que lhe diz ter sido mãe de um filho seu e que, apesar de não se identificar, achou que ele merecia saber isso pois esse mesmo filho havia saído de casa (possivelmente para procurar o pai). Se juntarmos a isso um vizinho com muito bom gosto musical (se virem o filme vão perceber!) e com uma veia de detective amador a pulsar à força máxima, temos um filme do mais gentil, cómico, ternurento e real em proporções tão grandes e bem doseadas que me levam a dizer que, até ao momento, se trata do melhor filme que vi em 2006.
Uma vez mais, para quem gosta de filmes que não necessitam de um fim, porque a vida também é assim, feita de episódios destes.

Pierrot(o)

É de mim, ou o Pierrot é um bocadinho roto?

02 junho 2006

Filmes que toda a gente devia ver (pelo menos uma vez!)

Quem me conhece minimamente, sabe que sou um cinéfilo. Tenho gosto pela descoberta e, acima de tudo, admiração pelas pessoas que trabalham em cinema. Gosto de todo o tipo de filmes, desde que haja algo neles que me chame a atenção. Se acompanharem esta rubrica daqui para a frente, decerto vão perceber do que falo! Vou-me poupar nos comentários e esperar que a curiosidade vos faça ver os filmes e depois comentar.
Pela fotografia enraízada na ambiência glam-rock, pela música, pelos incríveis flashbacks fantasiosos, pela grande história/canção acerca da origem do amor, enfim... por tudo, Hedwig recomenda-se a todos aqueles que amam e gostam de filmes que não têm fim porque simplesmente não precisam...

17 maio 2006

O Código d'Avintes

Para quem não quiser perder 2h30m para descobrir o final do filme mais falado do ano, aqui fica o segredo. O código d'Avintes é 4430. Quem duvidar, faça o favor de pesquisar no site dos ctt.

15 maio 2006

O anúncio das bolas... revisitado!



Para todos aqueles que conhecem e apreciam a beleza do anúncio às televisões Sony Bravia, aqui fica um anúncio para um refrigerante com (exactamente) o mesmo conceito!
cliquem aqui e vejam!

12 abril 2006

Quando eu morrer...


Após prolongada e saborosa conversa no passado fim-de-semana, a altas horas da noite e com os cúmplices do costume, surgiu mais uma teoria que passo a partilhar convosco.
É certo e sabido que não nos lembramos de nada antes do nosso nascimento. É também comum ouvir dizer que antes de um blackout (um desmaio ou outro tipo de blackout) as pessoas lembram-se claramente dos momentos que antecedem o mesmo.
Partindo desse príncípio, formulei a teoria que a morte não é mais do que um estado cíclico onde revivemos os nossos últimos passos. Assim sendo, o nosso caro amigo J.C. desde que morreu (ou voltou ao céu, como preferirem!) que anda a viver a última ceia a cada dia que passa. Já imaginaram o que é ficar retido num dia em que houve grande janta com a malta amiga, onde por acaso também está um gajo que nos vai trair? Deve ser lixado.
Assim sendo, a morte não é mais do que um daqueles convites para jantar que já andavamos a recusar há algum tempo (desde o nosso nascimento!). Ora, chegando ao céu, está logo o J.C. à nossa espera para nos receber com um forte abraço e com a seguinte frase: "Logo à noite há grande janta do canal #aultimaceia, estou a contar contigo, que é para ver se deixamos de ser 13!"
Quando eu morrer, espero ao menos que seja dia de francesinha e cervejola.

05 abril 2006

Wonderbra

Usar uma peça de roupa interior que faz aumentar o volume das mamas (sim, é mamas e não seios, perguntem a um médico!) tem a mesma validade de um gajo usar um par de meias na cuecas, só para parecer que tem uma grande embalagem.
Hão-de reparar que ninguém critica uma mulher que usa um wonderbra, mas se uma mulher for confrontada com um homem que use o dito par de meias para dar volume, tenho a certeza que o caso é bastante diferente...

31 março 2006

A Função Pública e o Cancro

A razão deste post prende-se com a parecença existente entre a Função Pública e o Cancro, tendo em conta a forma como trabalham.
O cancro, para quem não sabe consiste num número de células que deixa de trabalhar em conjunto com todas as outras para começar a trabalhar muito e mais rapidamente, daí o aparecimento de tumores.
Tomemos como exemplo um médico. Este médico, enquanto funcionário num hospital público, vai fazendo os possíveis para melhorar a nossa condição (i.e. adiando a nossa morte), mas fá-lo muito devagariiiinho. Ora esse mesmo médico, quando sai do hospital público para ir ganhar uns cobres extra numa clínica privada, continua a tentar melhorar a nossa condição, mas desta feita de uma forma mais apressada e empenhada!
As células do nosso corpo, quando trabalham na função pública (leia-se, normalmente) vão-nos matando muito devagariiiinho, mas quando passam para o privado (quando passam a ser cancerígenas) aceleram o processo que nos leva a vestir o fato de madeira mais rápida e eficazmente.
Está na hora de criar o compliquex humano.

29 março 2006

Eclipse Solar (ou Lunar)

Porque é que, sempre que há um eclipse solar, vem um caramelo aos meios de comunicação dizer que se trata do 1º em qualquer coisa? "É o primeiro eclipse total", "É o primeiro do séc. XXI", É o primeiro que a minha prima não vai poder ver".
É certo e sabido que os astrónomos não devem ter grande coisa para fazer, mas daí até inventarem primeiros acontecimentos para uma coisa que, afinal de contas, é mais banal do que nos fizeram crer, há uma grande diferença.
Ainda assim não resistem dizer que o próximo será daqui a 100 ou mais anos.
Para todos esses marmelos, o meu muito sincero:
GET A JOB!

Sobre os Accounts

Porque é que, por mais atrapalhado que um criativo possa estar, os Accounts continuam a achar que há sempre tempo e espaço para mais um trabalho?
Meus amigos, nós gostamos muito de vocês e percebemos que, sem vocês a trabalhar, nós não teríamos razão de existência dentro de uma agência, mas tentem compreender que, apesar de alguns de nós usarem t-shirts do Super-Homem ou de outro Super-Herói qualquer, não quer dizer que sejamos a encarnação desse personagem com poder titânico.
Por isso, é favor tirar senha e esperar a vez. Obrigado.

28 março 2006

Sobre os clientes

Li há pouco tempo atrás num blog (http://sanguesuoreideias.blogspot.com) uma frase que ficou a ecoar cá dentro.
A frase era a seguinte:
"O ser Humano revela a sua pior faceta como cliente de uma agência de Publicidade."
É bem capaz de ser verdade...

24 março 2006

17 março 2006

Casaco Branco!

Tenho uma teoria cá para mim que consiste no seguinte:
Toda a mulher que tiver (e usar) um casaco de penas branco, daqueles tipo edredon, não é de confiança. E quanto maior for o casaco, menor será a confiança a ter nessa pessoa. Ou seja, se for daqueles que vai quase até aos pés (que mais parece que se enganaram ao escolher a roupa e trouxeram o edredon com que tinham dormido), pirem-se!
Para formular esta teoria baseei-me essencialmente na experiência. Ainda estou para conhecer uma pessoa que possua um casaco desses e demonstre ser uma pessoa às direitas.
Podem achar que brinco, mas até hoje não me enganei.
Espero com isto ter lançado uns bons nacos de acendalha para uma fogueira que se quer bem acesa. Mulheres por essa blogosfera fora, defendai a vossa dignidade (e o vosso edredon)!

Vida Inteligente?!?

Dizem por aí que a NASA e outros que tais andam à procura de formas de vida noutros planetas. Acreditam haver, mas não vida "inteligente" como a nossa. O que há de inteligente num mar de gente que acorda todos os dias à mesma hora para fazer a mesma coisaque fizeram no dia anterior? É como ter arranjado um hobby para ter algo que fazer enquanto esperamos que algo aconteça.
Quanto a mim, essa forma de vida que um dia se encontrará é um passo que a humanidade dará daqui a alguns milhares de anos, quando as pessoas se começarem a aperceber que mais vale estar perto de uma fonte de àgua sob a forma de vida unicelular do que termos um monte de células e levarmos vidas chatas. Aquilo que actualmente se acredita ser uma forma de vida básica e o início de toda a existência, representa exactamente o oposto. Ou seja, aquilo que acreditamos ser a primeira fase da vida na terra, será a última.
Estamos a viver a vida ao contrário!

09 março 2006

E como é que eu me safo desta?

Ainda estou para descobrir a forma de comunicar com dentistas.
Porque raio começam eles uma conversa com respostas que vão para além do simples "sim" e "não" enquanto estamos ali de boca aberta sem hipótese de responder decentemente às questões que nos colocam?

04 março 2006

Mulheres e Empresas

Preparem-se os leitores de espírito mais sensível, pois o assunto sobre o qual pretendo versar nos seguintes parágrafos é susceptível de irritar uma e outra pessoa (e animais também. Nunca fui a favor da discriminação).
Como decerto já leram no título do post, proponho-me a fazer uma comparação entre a mulher e a empresa.
Sem mais demoras, vamos ao que interessa.
As mulheres são, ou deverão ser como as empresas porque, quando procuramos uma empresa, queremos que esta já tenha algum conhecimento de Mercado para que não tenhamos (como profissionais do Marketing) de “mostrar” e “ensinar” como se deve agir perante determinadas situações.
Queremos que essa empresa seja relativamente nova no Mercado que possua os conhecimentos básicos do meio onde se insere mas ao mesmo tempo não esteja presente nesse mesmo Mercado há demasiado tempo. Tempo esse que tende a ser prejudicial para as empresas, visto que com o decorrer do tempo, criam hábitos e formas de agir e responder a situações que nem sempre são as melhores e são um grande problema aquando da implementação de novas formas de agir mais adequadas aos dias de hoje.
Por outro lado, e continuando a reforçar a minha teoria, é importante que uma mulher viva a sua vida, aproveite o que ela tem para lhe oferecer, para que deste modo possa dar valor (ou não) a nós como um todo.
Se uma mulher nunca tiver conhecido intimamente outro homem (o factor Cama é importante, mas não obrigatório), nunca poderá na sua cabeça fazer um juízo de valor correcto e as hipóteses de ponderar uma futura experiência com outra pessoa podem aumentar exponencialmente.
Agora perguntam-me vocês;“Mas, ó Filipe, e se essa mulher tiver andado com meio mundo e se se tiver feito ao piso do outro meio? Isso não quer dizer que ela é uma grande p$#a?” E respondo eu; Claro que quer! Mas é a partir desse momento em que se diferencia um gajo com um cérebro funcionante e um gajo com uma grande poia embutida no caco. Se estiveram atentos ao que escrevi desde o inicio do post, perceberam que era exactamente aí que queria que chegassem.
Uma mulher, tal como uma empresa, quer-se com algum conhecimento, mas nunca com a escola toda. Razoável será uma mulher, no máximo, com a escola primária (idealmente apenas com a 3ª classe completa) e nunca uma Licenciada (e fujam a sete pés das que possuem Mestrado ou Doutoramento).
Com isto dito, espero ter lançado assunto para discussão enquanto pondero qual sera o proximo assunto sobre o qual vou falar.

02 março 2006

01 março 2006

Boca foleira do dia

Ao assistir ao programa "Um prazer dos diabos" na Sic Comédia, cruzei-me com uma "boca foleira" que tem tanto de épico como de mau gosto. Apesar de ir contra a vontade de muitas mães preocupadas com o futuro e a saúde mental dos seus petizes, não consigo resistir e vejo-me obrigado a partilhá-la aqui. Aqui vai, preparem-se:
"- Anda cá, que o pai unta-te!"
Vale a pena ler, absorver e reflectir...

20 fevereiro 2006

Eu e a minha profissão...

O que é ser Designer?

- É trabalhar em horários estranhos (tal como as putas)

- É pagarem-nos para fazer o cliente feliz (tal como as putas)

- O cliente as vezes ate paga muito, mas o nosso patrao fica com quase tudo (tal como as putas)

- O nosso trabalho vai sempre alem do expediente (tal como as putas)

- Somos recompensados por realizar as ideias do cliente (tal como as putas)

- Os nossos amigos distanciam-se e só andamos com outros iguais a nós (tal como as putas)

- Quando vamos ao encontro do cliente temos que estar sempre apresentáveis (tal como as putas)

- Mas quando voltamos parecemos saídos do Inferno (tal como as putas)

- O cliente quer sempre pagar menos e que façamos maravilhas (tal como as putas)

- Quando nos perguntam em que é que trabalhamos, temos dificuldade em explicar (tal como as putas)

- Se as coisas dão errado é sempre culpa nossa (tal como as putas)

- Todos os dias ao acordar dizemos: 'NÃO VOU PASSAR O RESTO DA MINHA VIDA A FAZER ISTO' (tal como as putas)
de autor não identificado

17 fevereiro 2006

Bem-vindos ao "Outono em Pequim"

Pois é verdade, decidi-me a criar um blog.
O "Outono em Pequim" pretende ser um blog que versa sobre assuntos com uma profundidade metafísica e antropológica (alguém sabe o que isto quer dizer?) equivalente a uma piscina de saltos olímpica ao mesmo tempo em que apresentará situações/momentos do dia-a-dia vistos pelos olhos de um criativo publicitário, sejam eles através de fotografias, instantâneos, ideias, sons, enfim, todas as formas de expressão que possam imaginar.
"Outono em Pequim", porquê ?!?, pergunta o leitor mais curioso (o menos curioso limita-se a coçar uma vez mais o escroto e tirar mais um grande macaco do nariz enquanto se capacita que feio é fumar). "Outono em Pequim" é o nome de uma obra literária de um senhor chamado Boris Vian, autor cuja obra me fascina desde o primeiro livro que li dele, "A Espuma dos Dias". Ora, uma vez mais, "Outono em Pequim" porque, gostando muito da obra do senhor Boris (e na indisponibilidade do endereço aespumadosdias.blogspot.com) decidi-me a fazer um tributo ao mestre escolhendo um título alternativo.
Ao mesmo tempo que ocasional, o nome do blog identifica-se com a obra em si, uma vez que o título desta em nada (ou praticamente nada) se relaciona com o tema da mesma.
O "Outono em Pequim" é isto e será o que o tempo ditar. Com o decorrer do tempo pode evoluir e tornar-se uma coisa séria ou então será apenas um escape, uma forma de expressão esporádica.
Agora cabe à vossa pessoa aparecerem por cá para apreciarem o que se passa.
Ah, quanto à tal piscina. Esta está vazia!

E assim tudo começou...

Uma saudação especial a todas as formas de vida inteligente que lêem este blog e, a todas as outras as formas de vida não inteligente, lembro que o segredo é começar a bater com pedras umas nas outras. É assim que se começa, rapaziada!
adaptação de "The Hitchhiker's Guide to the Galaxy" de Douglas Adams